• Polícia Civil prende homem que exercia ilegalmente a profissão de médio em Tanhaçu

    Saullo concluiu no ano passado o curso de Medicina, porém, por ter se formado na Bolívia, precisava ser aprovado no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos.

    Na última sexta-feira (09), o Delegado de Polícia Civil Edson Souza prendeu Saullo Emídio de Almeida, de 27 anos, o qual se encontrava de plantão na UPA do município de Tanhaçu, exercendo ilegalmente a profissão de médico.

    Saullo concluiu no ano passado o curso de Medicina, porém, por ter se formado na Bolívia, precisava ser aprovado no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira, conhecido como Revalida. Como não foi aprovado no Revalida, Saullo não possuía habilitação para exercer tal atividade no Brasil, o que o levou a utilizar irregularmente o nome e o CRM de outro médico devidamente habilitado.

    O referido indivíduo foi autuado no plantão da Delegacia de Polícia Civil de Brumado, pelo Delegado Cláudio Marques, pela prática dos crimes de falsidade ideológica e exercício ilegal da medicina. Ele permanecerá custodiado na carceragem da referida unidade policial até ulterior deliberação judicial.

    polícia
    falso médico
    Tanhaçu







MAIS NOTÍCIAS