• Após 35 dias, funcionários dos Correios decretam o fim da greve

    A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) anunciou o fim da greve dos Correios. Os funcionários estavam paralisados desde 17 de agosto. No julgamento do dissídio da categoria, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) aprovou reajuste salarial de 2,6%. Pela decisão, metade dos dias de greve será descontada do salário dos empregados e a outra metade terá que ser compensada. Após a decisão, o sindicato chegou a orientar a categoria a permanecer em greve. No entanto, no comunicado divulgado pela entidade, uma nova mobilização dos funcionários será direcionada para impedir a privatização dos Correios. “A Fentect acredita que a greve foi vitoriosa no sentido da construção da unidade da classe trabalhadora. Esse movimento, que aconteceu nesses últimos 35 dias, mostrou toda a força na organização dos trabalhadores e resistência aos ataques sistemáticos”, afirma a Fentect. A representante dos funcionários dos Correios avalia que o resultado não contempla a categoria em sua totalidade e causará um empobrecimento dos trabalhadores. “Sabemos que muitas lutas virão pela frente como a batalha contra a privatização dos Correios, que já está na ordem do dia. Por isso, este é um momento de reflexão”, afirma a Federação.

    Correios
    greve







MAIS NOTÍCIAS