• Bahia recebeu mais de 56 mil novos doadores de sangue em 2020

    Foto: Charles Lima/Destaque Bahia

     “Não imaginávamos o quanto a pandemia poderia sensibilizar as pessoas à doação de sangue”, diz Fernando Araújo, diretor da Hemoba, sobre número de novos doadores nas unidades de coleta da Bahia. Ao todo, foram 56.517 novos candidatos à doação e 41.302 pessoas doando sangue pela primeira vez em 2020. Somados aos doadores fidelizados, o estado recebeu 106.451 voluntários com o intuito de doar sangue e mais de 8 mil novos cadastros no banco de doadores de medula óssea.  Apesar das doações de sangue total terem caído 10% em 2020 por consequência da pandemia, houve um aumento das doações de plaquetas. Foram 544 doações por aférese em 2020. Em 2019 foram 475 doações. Com o resultado, a instituição conseguiu produzir mais de 103 mil bolsas de sangue e de 270.346 hemocomponentes.  De acordo com Araújo, os dados refletem os esforços de projetos elaborados pela Hemoba durante a pandemia para conter a queda de doadores. “No começo caímos quase 40%. Apesar dos doadores fidelizados saberem da importância da doação e realizarem com frequência, era essencial a presença de novos doadores para conseguirmos atender a demanda transfusional do estado”, completa.  Em 2020, a Fundação Hemoba deu início ao projeto Hora Marcada, com agendamento das doações de sangue por telefone e pela internet, ao projeto Hemoba em Casa, com coletas dentro de condomínios de Salvador e região, e à coleta itinerante nos shoppings Salvador Norte Shopping e Salvador Shopping, com abertura de duas unidades fixas de coleta nos centros comerciais. Além de campanhas grandes com corporações como a Polícia Militar da Bahia (PM-BA), o Comando Conjunto Bahia, o Corpo de Bombeiros, e parcerias com diversas empresas e instituições. 

     

    Hemoba
    Bahia
    doadores







MAIS NOTÍCIAS