• Advogada é chamada de

    A Ordem dos Advogados do Brasil Seção Bahia e a Subseção de Vitória da Conquista manifestaram solidariedade à advogada Yldene Martins, conselheira estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na Bahia, que foi vítima de preconceito racial. Após solicitar a retirada do carro de outra moradora que ocupava a sua vaga de garagem, a advogada foi chamada por uma vizinha de “macaca negra”, dentre outras injúrias raciais. "É inadmissível que no Brasil, maior nação negra fora do continente africano, tenhamos que conviver com práticas cotidianas de opressão que negam direitos e tentam rebaixar o ser humano pela cor da sua pele, origem, raça ou etnia", diz nota divulgada pela OAB. Yldene Martins já está sendo acompanhada pela Comissão de Promoção da Igualdade Racial da Subseção de Vitória da Conquista e tem o apoio da Subseção e da Seccional baiana da OAB.




MAIS NOTÍCIAS