• Primeiro azeite extravirgem do Nordeste é produzido em Rio de Contas

    Iguaria da Chapada Diamantina, o azeite Rio de Contas tem paladares conquistados e se destaca no cenário gastronômico mundial como um produto de qualidade rara. O jornal A Tarde informa que este azeite extravirgem, o primeiro do Nordeste produzido a mais de um mil metros de altitude, é marcado por sabores tropicais e já foi premiado num concurso internacional de Paris. Com um processo de produção cuidadoso e artesanal, o azeite Rio de Contas é extraído de azeitonas selecionadas, cultivadas de forma sustentável em terras férteis e sob condições climáticas que remetem a um “terroir” de tipo mediterrâneo. Fruto de um projeto familiar, as oliveiras do tipo 'arbequina' produziram o primeiro azeite de oliva da história do Nordeste, que conquistou a medalha de ouro no concurso Olio Nuovo Days de Paris, em 2021. Segundo o produtor Christophe Chinchilla, o plantio das oliveiras foi realizado em uma fazenda experimental do município de Rio de Contas, há cerca de quinze anos. A primeira colheita, ainda modesta, aconteceu em 2018, sem a produção de azeite. Três anos mais tarde, e depois de algumas adaptações agronômicas, uma nova colheita rendeu uma safra histórica, que inaugurou na Bahia e no Nordeste como terras de produção de azeite de oliva. 








MAIS NOTÍCIAS

Estamos nas redes sociais