• Polícia Civil age rápido e prende matadores do tráfico

    Polícia Civil dá resposta imediata a sociedade prendendo os pistoleiros do tráfico / Fonte Farol da Cidade / Foto: JJ Show

    De maneira rápida, eficiente e enérgica a Polícia Civil dá resposta imediata a sociedade e prende pistoleiros do tráfico que mataram na madrugada desta quinta-feira o indivíduo Gilson dos Santos Novaes.

    Sob o comando do delegado Cleber Andrade os policiais do Serviço de Investigação Armando Almeida, Antonio Simões, Nelson Junior e Gilberto Viana saíram em diligencias logo após o levantamento cadavérico do Gilsão, como era mais conhecido o homem no Bairro Vasconcelos encontrado morto com três tiros nas costas nesta manhã de quinta-feira.

    O Serviço de Investigação da polícia civil já havia levantado que elementos chefiados pelo traficante Aldo Berto de Castro (Delton) são autores de vários homicídios e assim foi desencadeada a operação Monte Pascoal.

    Uma mulher de prenome Sandra foi identificada como responsável por um dos pontos de vendas de drogas, e um outro ponto de acordo levantamento da polícia, é de responsabilidade de um elemento conhecido como Leandro.

    A partir destas investigações a polícia conseguiu as informações de quem eram os autores do homicídio. Claudiano, João Paulo Cachorinho e Mamá foram identificados como responsáveis pela segurança dos pontos de vendas de drogas, sendo vistos constantemente armados.

    Além da segurança das "boca" eles são apontados como autores de várias mortes na cobrança de dívidas de drogas e responsáveis por vários assaltos na cidade.

    De posse destas informações a polícia deflagrou a operação Monte Pascoal, tendo sido levantada a informação que a morte do Gilsão se deu nas imediações da casa de Mamá e Claudiano e o corpo foi levado em um carrinho de mão sendo jogado na Rua Alice Bezerra.

    A policia prendeu Claudiano Gomes da Silva, 28 anos de idade e em sua casa na Rua Edvaldo Pires 299 foram encotrados um revolver calibre 32 e um rifle semi-automático calibre 22. Ainda foram apreendidos um revolver e um rifle da marca Urko calibre 22 conhecido como macaquinha.

    Na continuidade da diligencia a polícia efetuou abordagem na casa de Sandra e seu esposo Davino Pereira dos Santos de 58 anos acabou preso, por terem sido encontradas duas cocadas de crack de quase 20 gramas cada uma, cachimbo e no local foi apreendido o carrinho que foi usado para transportar o corpo do Gilson dos Santos Novaes. Foi preso na mesma operação Luis Alberto Rodrigues da Silva, 22 anos de idade apontado como partícipe do mesmo crime.

    Por fim a polícia chegou ao segundo elemento apontado como autor da morte de Gilsão, o Antônio Marcos Pinheiro Lima, mais conhecido como Mamá, tendo sido localizado em seu poder quatro pedras de crack. O Claudiano aponta Mamá como autor da morte, este por sua vez nega. Porém há testemunhas que apontam os dois como autores, além das provas materiais.

    Com a prisão dos autores a polícia apurou que o motivo da morte de Gilson dos Santos Novaes, foi pelo fato deste estar devendo R$ 250,00 de drogas. A vítima era usuária de drogas segundo apurou ainda o Serviço de Investigação.

    Trabalho eficiente da policia civil que esclarece mais um crime em nossa cidade, tendo sido fundamental as informações da comunidade.

     




MAIS NOTÍCIAS