• PREFEITURA INTENSIFICA COMBATE A DENGUE

    ASCOM Prefeitura Municipal de Brumado / Sérgio Mauro

    A Prefeitura Municipal de Brumado, através da Secretaria Municipal de Saúde e por execução do Setor de Vigilância Epidemiológica tendo a frente o seu Coordenador o Médico Veterinário Fábio Carvalho Azevedo intensificam o combate ao mosquito AEDES AEGYPTI (Dengue). O AEDES AEGYPTI  é o transmissor aos seres humanos da febre  conhecida como Dengue. O período de incubação é de 04 a 07 dias e seus sintomas são característicos de uma virose. E os sintomas iniciais são febre acima de 39º, de início repentino, dores intensas nas articulações de pés e mãos, dedos, tornozelos e pulsos, dores de cabeça, dores musculares e manchas vermelhas na pele. É extremamente importante, ao aparecimento dos sintomas, o acometido deve procurar atendimento médico imediatamente. A intensificação no combate ao mosquito revela a preocupação das autoridades municipais de Brumado com a chegada do verão, quando a proliferação se torna mais fácil e com a chegada das chuvas neste período do ano, as águas encontram reservatórios como; pneus, latas, garrafas de vidro e plásticos descartados de forma imprópria pela população. Acumulando água o que favorece a proliferação dos mosquitos, pois se tornam o “habitat”, altamente favorável ao Aedes Aegypti. Diante dessa preocupação e com a chegada do verão a Prefeitura Municipal de Brumado adquiriu equipamentos modernos e mais eficientes para combater a proliferação do mosquito. O novo equipamento oferecerá maior comodidade operacional e eficiência no borrifar os locais de maiores dimensões. Seu alcance é de até 30 metros oferecendo eficiência no combate ao mosquito Aedes Aegypti. A Prefeitura por seus setores de saúde e controle epidemiológicos solicita e alerta a população brumadense da importância no combate ao mosquito Aedes Aegypti, pois se trata de um problema de saúde pública. Solicita aos brumadenses que verifiquem regularmente em seus quintais, a existência de embalagens descartadas de vidros, plásticas, pneus velhos e qualquer outro vasilhame que possa concentrar, por menor que seja a quantidade de água pode se transformar em criatório do mosquito.         

     




MAIS NOTÍCIAS