• A idosa Maria de Salete Ramos contou à reportagem da Record que ouviu vozes antes de tentar enterrar vivo o bisneto, de um mês de vida, no quintal de casa em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ela disse que estava alcoolizada e que a criança não parava de chorar.
    — Eu ouvia na minha cabeça 'mata, mata, mata'. Aí eu peguei qualquer coisa para cavar o buraco.
    O bebê foi resgatado com vida pela mãe e hospitalizado em estado grave.
    Quando chegou ao hospital, a criança estava com hematomas pelo corpo e com sinais de estrangulamento. .
    Peritos constataram que a idosa não teve força para cavar um buraco fundo, porque a terra do quintal estava muito dura
    Maria de Salete Ramos pegou uma enxada para enterrar a criança. A mãe do bebê chegou da rua e perguntou o que a idosa estava fazendo no quintal. Ela respondeu que estava plantando uma muda
    A idosa colocou uma calça na cabeça do bebê antes de enterrá-lo
    A mãe da criança, de 14 anos, descobriu que o filho estava debaixo da terra quando viu uma parte do braço para fora. O bebê passou 20 minutos enterrado
    O delegado titular da Delegacia de Comendador Soares (56ª DP) informou que a idosa deverá ser indiciada por tentativa de homicídio.
    Maria de Salete Ramos vai passar por um exame de sanidade mental. A polícia considera praticamente certa a hipótese de ela sofrer problemas mentais




MAIS NOTÍCIAS